Vamos lutar juntos contra o melanoma?

O melanoma não é o tipo de câncer de pele mais comum, porém é o mais letal e perigoso. Se origina nos melanócitos, as células que determinam a cor da pele. Embora represente 5% dos casos, tem facilidade para se espalhar para outros órgãos, podendo ser fatal nessa situação. A boa notícia é que a doença tem mais de 90% de chance de cura quando descoberta no início.

Sobre o melanoma

⦁ É o câncer de pele mais perigoso e agressivo.
⦁ Ocorrem aproximadamente 5.560 novos casos ao ano no Brasil
⦁ Se não for tratado pode se espalhar para outras partes do corpo e ser fatal.

⦁ Pode aparecer como algo novo ou como pintas ou sinais que mudam de cor, tamanho ou forma.
⦁ Pode surgir em qualquer região do corpo e não somente nas áreas expostas ao sol.

 

É mais comum no dorso dos homens e na perna das mulheres, mas pode surgir também no couro cabeludo, palmas, plantes unhas e outros locais de difícil visualização.

 

O melanoma em geral tem a forma de uma mancha escura irregular, semelhante a uma pinta ou sinal, e é mais comum em pessoas claras, com história de queimaduras solares e bronzeamento da pele, mas, embora menos frequente, também pode ocorrer em pessoas de pele escura ou sem histórico de exposição excessiva ao sol.

 

Os locais mais frequentes de aparecimento são o dorso do homem e perna das mulheres, mas pode surgir em qualquer região do corpo, inclusive as de difícil observação, como couro cabeludo, unhas, palma e plantas.

Os principais fatores de risco para o desenvolvimento do melanoma são:

⦁ História de melanoma na família
⦁ História pessoal de melanoma ou outro câncer de pele
⦁ Presença de mais de 50 nevos (pintas ou sinais comuns)
⦁ Presença de nevo atípico (pintas com pigmentação muito irregular)
⦁ Exposição excessiva ao sol e episódios de queimadura solar
⦁ Pele clara, olhos azuis, cabelos claros ou ruivos

 

As taxas de incidência e de mortalidade da doença são crescentes no mundo, e no Brasil não é diferente. Por isso, a disseminação do conhecimento sobre o melanoma, tanto entre profissionais não médicos que observam constantemente a pele dos clientes quanto entre o público em geral é essencial para o aumento do diagnóstico precoce e das chances de sucesso no tratamento.

 

Para atingir esse objetivo, o GBM desenvolveu o Juntos Contra o Melanoma. Neste programa, o GBM ministra workshops de conscientização gratuitos voltados para profissionais não médicos (cabeleireiros, podólogos e tatuadores) e também para o público em geral. Estes últimos estão abertos a pacientes, ex-pacientes e demais interessados. Afinal, uma população bem-informada é uma população engajada no combate ao melanoma.

 

Quem participar do workshop “Vamos lutar juntos contra o melanoma?” obterá informações gerais sobre a doença, seus sinais sintomas, opções de diagnóstico, tratamento e formas de prevenção. Os participantes receberão também uma cartilha e poderão tirar dúvidas ao vivo, com médicos especialistas do GBM.

 

A primeira edição do workshop ocorreu no dia 12 de agosto, em São Paulo (SP), paralelamente à 12ª Conferência Brasileira de Melanoma. Muita gente se animou a comparecer em um sábado de manhã para saber mais sobre a doença e esclarecer dúvidas com renomados especialistas.

 

E isso foi apenas o começo. Estamos prontos para replicar o workshop em outras cidades e ocasiões. Para saber mais, escreva para juntoscontraomelanoma@gbm.org.br.

BAIXE AQUI NOSSO MATERIAL DE ENGAJAMENTO TODOS JUNTOS CONTRA O MELANOMA

Folder

Release