Cabeleireiro

CABELEIREIRO

Você consegue encontrar um melanoma no couro cabeludo?

 

Os primeiros sinais do melanoma, o câncer de pele mais letal e agressivo, são alterações no tamanho, na cor ou aparência de uma pinta. A maioria é visível na pele. Porém, quando o melanoma aparece no couro cabeludo, fica encoberto pelos cabelos e dificilmente pode ser percebido.

 

Por isso, quem tiver conhecimento sobre a doença pode alertar caso perceba um sinal suspeito. Portanto, os cabelereiros, que constantemente examinam a cabeça, pescoço e couro cabeludo de grande parte da população, podem desempenhar um papel fundamental na detecção precoce e no encaminhamento desses pacientes a um médico, desde que estejam conscientizados e treinados para isso.

 

Motivos para incentivar os cabeleireiros a se engajarem não faltam. No couro cabeludo, o melanoma costuma ser mais grave, pois a detecção tardia contribui para uma pior evolução da doença. Pessoas com melanoma no couro cabeludo têm o dobro de chance de morrer, comparadas àquelas que tiveram em outras partes do corpo.

 

Portanto, os cabeleireiros capazes de reconhecer uma lesão potencialmente suspeita em um cliente e sugerir uma visita ao médico podem, com um gesto aparentemente simples, ajudar a salvar uma vida. As pintas e sinais no couro cabeludo são benignas em sua maioria, mas é fundamental que o médico as examine para eliminar qualquer dúvida. Quanto mais cedo o melanoma for diagnosticado, maiores as chances de cura.

 

Em 2013, por exemplo, artigo no The Journal of Clinical and Aesthetic Dematology sugeriu que os cabeleireiros poderiam se tornar valorosos colaboradores dos médicos na detecção precoce. Três anos depois, estudo da Annals of Surgical Oncology apontou que, em um centro de saúde nos Estados Unidos, 10% dos casos de melanoma tinham sido encaminhados por cabeleireiros.

 

Outras pesquisas feitas nos EUA apontam que mais de 90% dos cabeleireiros, embora examinem constantemente o couro cabeludo de seus clientes, não conhecem os sinais e sintomas da doença. Porém, 93,5% deles se mostraram dispostos a aprender mais e sugerir avaliação médica dos casos suspeitos.

 

E é justamente esse aprendizado que o GBM pretende proporcionar com o Juntos Contra o Melanoma. Neste programa, o GBM ministra workshops de conscientização gratuitos voltados para cabeleireiros, com formato breve e conciso e aproximadamente uma hora de duração.

 

O workshop “Você consegue encontrar um melanoma no couro cabeludo?” traz informações gerais sobre a doença, seus sinais e sintomas, e também sobre como sugerir o encaminhamento médico em caso de suspeita. Afinal, tão importante quanto identificar um sinal de melanoma, é sugerir a visita ao médico adequadamente, sem gerar pânico.

 

A primeira edição do workshop ocorreu no dia 11 de agosto, em São Paulo (SP), paralelamente à 12ª Conferência Brasileira de Melanoma, e foi um sucesso. Profissionais de diversos salões tiveram a chance de se conscientizar sobre o tema e, agora, poderão multiplicar esse conhecimento.

 

E isso é apenas o começo. No futuro, os workshops se expandirão para outras cidades e ocasiões. Também podem ser realizados in company, nas dependências de escolas ou salões de cabeleireiros.

 

Ficou interessado? Junte-se a nós e compartilhe essa ideia. Quem sabe o GBM não pode ministrar a aula na escola onde você estuda, no salão em que você trabalha ou naquele evento que os cabeleireiros frequentam? Para saber mais, escreva para juntoscontraomelanoma@gbm.org.br.

BAIXE AQUI NOSSO MATERIAL DE ENGAJAMENTO TODOS JUNTOS CONTRA O MELANOMA

Release